Mensagens
Dez princípios para as crianças serem felizes e bem sucedidas

crianca“O maior desejo dos pais e educadores em relação a suas crianças é que elas sejam felizes e bem sucedidas. Para alcançar este alvo as crianças precisam de algo simples que foi tirado de muitas delas: elas precisam de pais. Pais presentes que se dediquem a elas. Pais que amam e educam dando liberdade e limites com equilíbrio. Pais que lhes peguem pela mão e lhes ensinem o caminho em que devem andar (Provérbios 22.6), lembrando que o caminho se faz caminhando, e não apenas falando. A Bíblia diz qual é este caminho: “Se você quer ter sucesso em tudo o que vai fazer, seja obediente a todos os pontos da Lei, sem nenhum desvio para cá ou para lá. Não se canse de lembrar ao povo as leis deste Livro, e você mesmo trate de meditar nelas todos os dias e todas as noites, para ter certeza de que está sendo obediente em tudo o que está escrito. Só assim você poderá ter sucesso.” (Josué 1.7-8 – Bíblia Viva.)

Leia mais...
 
O Que Fazer Com A Imoralidade?

o_que_e_imoralidadeQuando o apóstolo Paulo ouviu que havia imoralidade na igreja de Corinto, ficou perplexo. A imoralidade era tal, que até a sensibilidade do mundo pagão seria ofendida — Há “quem se atreva a possuir a mulher de seu próprio pai” (1 Co 5.1). Todavia, a admiração de Paulo se devia, em grande parte, ao fato de que a igreja tolerou isso como um símbolo de honra. A igreja havia distorcido de tal modo o significado do amor, que se orgulhava de aceitar tais pessoas. “Contudo, andais vós ensoberbecidos e não chegastes a lamentar...?”, exclamou Paulo.

Este episódio revelador na história da igreja primitiva, encontrado em 1 Coríntios 5, não poderia ser mais relevante.

Como disse Paulo: “Não é boa a vossa jactância”. A idéia de que algumas associações de cristãos professos conduz atualmente à luta em favor de uniões de pessoas do mesmo sexo, homossexualidade no sacerdócio e outras práticas que mitigam contra a pureza sexual e os laços do matrimônio certamente evocaria a justa indignação de Paulo, se estivesse vivo hoje.

Leia mais...
 
Não quero mais ir à igreja!
Há alguns dias, uma jovem me disse: “pastor, não vou mais à igreja.” Com a expressão fechada, beirando a revolta, ela continuou: “Descobri que tenho Jesus no meu coração e não gosto desse ambiente. Não preciso disso para estar firme com Deus.”
Não foi a primeira vez que ouvi algo assim. Isso sempre me faz lembrar de tudo que Jesus suportou para nos dar a salvação. E nós desistimos tão fácil. Abaixamos a cabeça diante de uma ordem do nosso patrão, engolimos tantos “sapos” por causa de um emprego ou de um relacionamento, nos submetemos a regras para não sermos mal vistos perante a sociedade. Mas na igreja não podemos suportar uma afronta, uma falha, não levamos desaforo para casa, as regras são rígidas demais…
Não é que a igreja salve alguém, mas é mentira dizer que Jesus está no meu coração quando, na verdade, as coisas que me afastam da casa de Deus são mágoas, decepções, medo de se relacionar. Deixar de congregar significa deixar de lado a obra que Ele nos confiou, significa desistir de pessoas. Ele não desistiu de nós.
Ninguém é digno de fazer com que você abandone aquilo que Ele fez para você, foi Jesus que morreu na cruz por você. E Ele não deseja estar apenas no seu coração, mas também nas suas palavras, nos seus gestos, nos seus pensamentos. E é através dos relacionamentos que somos aperfeiçoados para viver isso na plenitude. “Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios.” (Sl. 84:10)
Na esperança da volta d’ELE
igreja_homeHá alguns dias, uma jovem me disse: “pastor, não vou mais à igreja.” Com a expressão fechada, beirando a revolta, ela continuou: “Descobri que tenho Jesus no meu coração e não gosto desse ambiente. Não preciso disso para estar firme com Deus.”

Não foi a primeira vez que ouvi algo assim. Isso sempre me faz lembrar de tudo que Jesus suportou para nos dar a salvação. E nós desistimos tão fácil. Abaixamos a cabeça diante de uma ordem do nosso patrão, engolimos tantos “sapos” por causa de um emprego ou de um relacionamento, nos submetemos a regras para não sermos mal vistos perante a sociedade. Mas na igreja não podemos suportar uma afronta, uma falha, não levamos desaforo para casa, as regras são rígidas demais…
Leia mais...
 


Página 44 de 50

Versiculos

Salmos, 29:11 - O Senhor dá força ao seu povo; o Senhor abençoa com paz ao seu povo.

Visite-nos

Brasil - São Paulo - SP
Endereço: R. Nova dos Portugueses, 483
(proximo a estação do metro Santana)
Bairro:  Santa Teresinha
Fone: 2236-0720
Email: contato@igrejaplenadagraca.com